Compartilhe Comigo

A seguir 26 depoimentos sobre o meu livro “Lugar cheio de rãs”. A lista se inicia com o primeiro que recebi em 2010 logo que lancei o livro. Ele foi escrito por um rapaz de 16 anos na época e que fez parte do programa “Jovem Aprendiz” da empresa em que trabalho. Esse depoimento veio juntamente com o e-mail de despedida dele da empresa e o mantenho com muito carinho no topo da lista.

Se você já leu meu livro, adoraria também receber seu depoimento pelo e-mail:
celinamoraescontato@gmail.com

Obrigada

“Olá pessoal, queria agradecer a todos por me ensinarem o verdadeiro significado da palavra trabalho. Amei  trabalhar com todos vocês, vocês foram uma grande família para mim. Obrigado mesmo por tudo. Queria deixar um recado especial para a Celina … queria dizer a TODOS que leiam o livro dela, e disso eu posso ter certeza, a Celina tem um grande futuro como escritora…eu li Lugar cheio de rãs inteiro e amei a obra. Quero que saibam que nunca esquecerei vocês, muito obrigado por tudo.”
Carlos Nunes, Gerente de contas.

 

Celina Moraes é com felicidade que te agradeço por ter te conhecido e pelo livro maravilhoso que me presenteou! Amei a história, a escrita o conteúdo a mensagem que me passaste foi que o amor está para ser vivido. Obrigada. Um prazer ter te conhecido. Patricia Nunes Silva Carvalho, Assistente Administrativo.

 

Eu quero dizer que o motivo de você ter sido importante nessa minha trajetória foi que você me inspirou na leitura. Quando eu li seu livro “Lugar Cheio de Rãs”, eu comecei ler pra te agradar, mas depois que eu comecei eu fui gostando da história e quando eu terminei eu gostei tanto que comecei a querer ler muitos livros. Todos esses livros me ajudaram a ter uma visão completamente diferente de mundo, sem essa visao acredito que hoje eu não estaria onde estou. Entao quero agradecer por ter me inspirado com sua história e desejar que você possa inspirar muita outras pessoas com o seu trabalho e a pessoa que você é❤️. José Rafael Roder, Engenheiro

 

Celina Moraes lendo esse seu texto, me lembrei quando peguei seu livro “Lugar cheio de rãs” quase não pego pelo nome da capa, tenho fobia a anfíbios kkkk mas ao ler eu devorava seu livro e chegando ao final me entristecia por esta acabando. Amei amei, recomendo que leia e releiam, com ele voltei ao hábito de ler. Obg minha linda. E sucesso sempre. Bjs😘. Cleide Machado Alves, Doméstica

 

“Lugar cheio de rãs” is an engaging and insightful drama set during Brazil’s military dictatorship. As a foreign reader, the simplicity of it narrative blended with the dramatic and creative development of its characters made for a delightful read all the while underscoring how this important moment in Brazil’s history impacted generations to come. Felipe Munoz, Internet Business Executive

 

“Palavras que por si só, abraçam nossas almas” – Foi assim que me senti ao mergulhar dentro de Lugar Cheio de Rãs. Confesso que nunca fui um bom leitor! Sempre fui muito relutante quando se tratava de ler livros, especialmente romances, mas o dia em que tudo isso mudaria estava próximo. De alguma maneira, havia um pedacinho meu em cada parágrafo que lia. Tudo fazia sentido, tudo parecia ser meu, tudo parecia ser eu. Por um momento, passei a viver a história do livro. A maneira com que Celina Moraes cria suas frases é magica, é sedutora, é encantadora, é real. A arte de Celina é uma Arte Gourmet, que de alguma maneira, nos faz relembrar memórias guardadas com muito carinho, por nossos corações. Obrigado Escritora, obrigado livro, obrigado arte, por me darem um dos momentos mais mágicos da minha vida, onde li um livro e ainda comecei a procurar páginas depois do “fim”. Magia e alquimia, oh sim, isso foi Lugar Cheio de Rãs para mim. Um grande beijo… Andres Signorini, estudante

 

“Lugar cheio de rãs”, um nome estranho para o primeiro romance de Celina Moraes, prende a atenção desde o início. Tentamos imaginar o que seria esse lugar cheio de rãs. Os anos 70 são pano de fundo para uma história de amor contada nas entrelinhas, no não esquecimento. A juventude de Dominique evoca no pai, André, sentimentos que julgava esquecidos. No contexto da ditadura militar, a amizade dos tempos de colégio, diários que hoje foram substituídos por blogs e facebook. Celina nos faz viajar ao México e conhecer um pouco da cultura mexicana. E, principalmente, nos mostra que as fronteiras da memória são tênues e marcantes.” Neta Mello, escritora (também recebeu o Prêmio Lúcio Cardoso com a obra “Sem remetente”)

 

“Um ótimo livro para se ler, com várias histórias incríveis de personagens que até viajamos na imaginação. Como foi o primeiro livro que parei para ler, achei que não iria gostar, mas conforme fui lendo foi ficando mais interessante. Um livro com histórias de pessoas que celebram até a morte, de pessoas que vivem sempre em busca da felicidade. É um livro bem inspirador que incentiva a leitura e pode mudar o modo de pensar de qualquer pessoa. É um livro com várias histórias emocionantes, de pessoas que vão longe em busca da pessoa amada, e acaba dando de cara com o desencontro. Enfim, são tantas histórias que só lendo o livro para entender. Eu li, gostei muito e recomendo a todos que leiam também.” Fábio Silva, Porteiro

 

“Una bellísima historia de amor con un desenlace inesperado y que nos traslada por maravillosos rincones de uno de los lugares más bellos de México”. Cecilia Cardenas, Editora

 

“O romance de estreia de Celina Moraes já enfrenta desafios inerentes à boa ficção. Conflito amoroso, suspense e contexto histórico se misturam numa trama que envolve o leitor até a última linha. Não é simples abordar o período emblemático da segunda metade do século XX, tão dividido ideologicamente, e que hoje parece injustamente esquecido pelas novas gerações, como se tudo só apontasse para o presente imediato e o futuro. A autora não força a mão no condicionamento dos fatos e seus personagens atravessam a turbulência política com ideais e frustrações. O tempo no romance é um elemento poderoso e essencial, pois é nele que os personagens ganham forma e força, como André, executivo de uma multinacional, que acredita no poder transformador da educação e não teme o reencontro com o passado.” Reynaldo Damazio, editor e empresário

 

O livro é realmente impressionante, ele te fascina do início ao fim com suas emoções e tramas, fazendo ao mesmo tempo você refletir e sentir uma sensação incrível à cada página lida!!!! Por Juliana Gois Jú

 

“Foi uma surpresa ler “Um lugar cheio de rãs”, de Celina Moraes, que conhecia “apenas” jornalista da área econômica e de cujo talento para a literatura eu não fazia ideia. Boa surpresa. A história se desenvolve naturalmente, ágil, com bons diálogos entre as personagens, em que se destaca a simpática e – posso dizer – travessa jovem que centraliza a trama (quanto de autobiográfico haverá nessa aventura, Celina?). É boa a maneira como a autora encaminha a narrativa, criando um suspense para o desfecho das lembranças familiares e de uma romântica história de amor. Esse suspense já começa pela curiosidade que o título desperta: o que significa isso? E a ambientação da história, tipicamente paulista, ainda inclui um destino pouco conhecido dos brasileiros, ao incluir uma misteriosa cidade do México fora dos roteiros turísticos tradicionais. Sei que já vem por aí uma segunda incursão literária da Celina. Boa notícia!” Marcos Aidar, Jornalista

 

“Livro diferente e original. Complexo no conceito e agradável de ler. Intrigante.” Winston Pegler, Head Hunter

 

“O livro da Celina pode-se considerar um clássico. Nota-se uma pesquisa bastante elaborada não se constituindo apenas num romance, mas numa obra histórica. Constitui-se numa leitura agradável, daquelas que quando se inicia não se consegue terminar. A obra em sua totalidade prende por demais o leitor. Possui história e argumentos para se tornar uma série na TV. Maravilhosa essa obra!!! Parabéns e estamos esperando outro.” Waldemir José Gibnerni, Doutor em Ciências da Educação

 

“Uma estória que prende a atenção do leitor com um final surpreendente.” Silvia Lima, Empresária

 

“Não se constituiu surpresa para mim ter testemunhado o surgimento do talento literário de Celina; desde que a conheço e trabalhamos juntos, ficou patente para mim tratar-se de pessoa que está em constante busca de respostas aos desafios pessoais e profissionais, criativa, com alta energia, de fácil e rápido aprendizado de assuntos que, certamente, não eram de seu total domínio e preferência; em muito pouco tempo passava a domina-los com maestria. No entanto ficava claro que ela queria “algo mais”, que desafiasse sua mente sempre inquisitiva; na nossa linguagem de headhunters, ficava evidente que “ela era maior que o cargo que exercia” e que seus anseios estavam claramente incompletos. Ao ler sua obra fica patente que muito do que ela ansiava pessoalmente está descrito no desenrolar do drama; a narrativa praticamente se transforma em um “sitcom” mais longo, mas ainda assim plena de situações inusitadas e, mais importante para aqueles que, como eu, resido em São Paulo, tem a rara capacidade de levar o leitor a “ver o filme passar” diante de seus olhos, já que os lugares são, na sua maioria, familiares a quem nesta grande e palpitante metrópole vive seu dia a dia; a experiência de trabalho da autora, na área mencionada no paragrafo anterior, capacitou-lhe a descrever com clareza, os perfis comportamentais e o mind set dos personagens executivos, o que em muito explicam suas reações à situações que surgem na trama. Em suma, estamos testemunhando o surgimento de uma grande escritora que, espero, nos brinde com outras obras tão apaixonantes.” Attilio De Biase Fº, Empresário e consultor gerencial

 

“O livro é ótimo. A forma como a estória é contada é empolgante do começo ao fim. E o final é surpreendente!” Maria Lúcia Cabianca, Autônoma

 

“Este livro é apaixonante; raras as vezes que um livro me conquistou desta maneira. Me empolguei tanto na leitura, que não queria parar de ler, na expectativa de sempre querer saber o próximo capítulo. A cada página, me pegava cada vez mais encantada, onde ficava imaginando o passado de cada personagem. Ao final, deixou uma mensagem que me fez refletir e carrego em meu dia a dia: Mesmo que as coisas não deem certo, ainda assim, nem tudo está acabado.” Ana Maria Barbosa Lobeiro, Professora

 

“Conheço Celina desde 1997, foi com muita emoção que comecei a ler seu livro, sabia do sonho e do esforço de Celina para ver este livro publicado, mas não foi por isso que adorei o livro, seria impossível para eu ler um livro até o final só por amizade, Lugar cheio de rãs prende o leitor desde o início, um livro forte e ao mesmo tempo, toca o coração das pessoas.” Mafalda Boselli, Profª. de português para estrangeiros

 

“Um livro lindo que realça a simplicidade do amor na sua totalidade.” Elias Lubaque, Jornalista

 

“Durante a leitura me identifiquei com as cores, lugares e personagens, pois Um lugar cheio de rãs é um livro criativo, leve e sensível, que instiga o leitor a descobrir e desfrutar o sabor de cada acontecimento ao lado de seus envolventes personagens. É evidente que cada detalhe foi estudado e vivenciado com profundidade pela Escritora, a qual tem como duas de suas características mais marcantes a intensidade e a vibração.” Andrea Marques, Consultora de Recursos Humanos

 

“Venho expor minha opinião a respeito do livro, a história desse romance é surpreendente, me prendeu desde quando comecei a ler .É um ensinamento de história de vida que veio aprimorar meus conhecimentos. E que os problemas do nosso dia a dia, não se compara a leitura desse romance o qual me fez rever meus conceitos. Obrigada e um grande abraço! Sucesso!” Lucieude Silva Ribeiro de Medeiros, Depiladora

 

“Lugar cheio de rãs” vai permanecer para sempre em minha memória como um dos livros especiais na minha vida, pelos momentos emocionantes que me proporcionou. Amei o livro. Comecei a lê-lo sem expectativas porque não conhecia a autora nem tinha idéia sobre a história. No entanto, já nas primeiras páginas me apaixonei e não conseguia parar de ler. Fiquei fã! Estou esperando ansiosamente pelo próximo romance da Celina”, Maira Esber, Diretora de uma consultoria de comunicação

 

“É só começar a leitura para não querer mais parar. O texto é muito envolvente e nos remete não só para contextos sociais, culturais e econômicos, mas também para as vivências intrinsecamente pessoais de seus personagens, com suas intensas experiências emocionais. Somos convidados a conhecer e experimentar, simultaneamente, duas realidade: uma objetiva e outra subjetiva. A autora revela sua grande sensibilidade ao tratar dos dramas humanos e um extremo conhecimento e cuidado ao apresentar os cenários onde o enredo se desenvolve.” Maria Alice Barbosa Lapastini – Professora Universitária e Psicanalista

 

“Lugar cheio de rãs” é um livro para quem, como eu, aprecia uma boa trama repleta de emoções, dramas, romances e aventuras. A capacidade inventiva e a sensibilidade feminina da autora levam-nos a uma emocionante viagem por lugares maravilhosos, palcos onde se desenvolve uma intensa e dramática história de amor, repleta de reviravoltas e acontecimentos insólitos e inesperados.” Neide C. Shimabukuro, Consultora em RH aposentada

 

“Одно из лучших произведений данного жанра. На то есть множество причин, одна из которых сюжетная линия, от которой невозможно оторваться. Особого внимания заслуживает то, как автор с помощью бытовых сцен передает поведение людей в быстро меняющихся ситуациях и тем самым развивает характеры своих персонажей. Не обошлось и без классического любовного треугольника, где жизни героев тесно переплетаются друг с другом. В заключении, хочу отметить, что книга написана на весьма хорошем литературном уровне. Так держать, Селина! С нетерпение жду продолжения. / It is a very chic writing of its genre and there are many reasons for that, one of which is its storyline that completely absorbs you. I believe that it is vital to emphasize the way the author describes the day-to-day routine and the behaviour of his characters to show us the way they develop themselves through the story. Moreover, a classic love triangle was not left over, where lives of the characters are linked to one another. To conclude, the book was written in a very professional manner. That’s the way to go Celina! Looking forward to the second book.” Helena Borges, Professora, residente em Moscou.